Literatura MedievalDurante a Era Medieval, os processos de ordem política e social sempre estiveram vinculados com a produção literária da época. A partir do século XII, um novo modelo surgiu com o intuito de inaugurar uma nova fase da poesia medieval: o Trovadorismo. O marco inicial desta primeira manifestação literária portuguesa foi a “Cantiga da Ribeirinha”, escrita pelo poeta Paio Soares de Taveirós, em 1189. O movimento se desenvolveu até o ano de 1418, quando começou o Quinhentismo (literatura ambientada em 1500).

A poesia trovadoresca tinha as seguintes características: cantigas cantadas em galego-português, acompanhada por instrumentos musicais, pertencendo aos distintos gêneros: lírico-amorosas e satíricas. Os trovadores eram artistas de origem nobre, que compunham e entoavam as cantigas.

Literatura Épica é outro estilo que merece ser mencionado. Nela, são enaltecidas a figura e as qualidades de um cavaleiro como: lutar pelo bem público, combater as heresias e defender os pobres, viúvas e órfãos. Eram exaltados os torneios, as aventuras e a defesa ao cristianismo.

A maioria dos textos utilizavam o latim porque era a língua oficial usada pela Igreja Católica Romana. Na igreja grande parte da população era educada e orientada.

Características da Literatura Medieval

  • Temas religiosos explicando termos religiosos, descrevendo a vida dos santos, ensinando a moral cristã e a existência de Deus;
  • Influência filosófica de Aristóteles e Platão;
  • Predominância do latim nos textos;
  • Uso do pergaminho;
  • Uso da escrita para falar sobre heroismo, guerras e batalhas travadas entre os cavaleiros. 

Conheça alguns escritores medievais: Santo Agostinho, Dante Alighieri, Geoffrey Chaicer, Giovanni Boccaccio e Paio Soares de Taveirós.

Características Líricas

  • Cantigas de Amor – São destacadas as qualidades da mulher, sendo o trovador (poeta) colocado em uma posição inferior a ela. Fala sobre um amor não correspondido.
  • Cantigas de Amigo – “Amigo”, nesse contexto, tem o sentido de namorado. Retrata a lamentação da mulher pela falta do amado.

Características Satíricas

  • Cantigas de Maldizer – Críticas e sátiras diretas, agredindo verbalmente, por vezes utilizando palavrões, ferindo o nome, explícito ou não na poesia, de uma figura importante do reino.
  • Cantigas de Escárnio – Forma indireta de satirização, refere-se a pessoa por meio de duplo sentido, sem citá-la.